Terça Agosto 22 , 2017

AMEI

ASSOCIAÇÃO DE MULHERES INDÍGENAS EVANGÉLICAS

 

Por Corina Terena

A AMEI nasceu no coração de várias mulheres indígenas e não indígenas ao observar o potencial dessas mulheres, que mesmo parecendo frágil e sem muito valor, porém eram muito fortes em suas famílias e comunidades.

Cremos que o Senhor dos senhores tem propósitos e planos para cada um de seus servos. Independente da etnia, cultura, raça ou condição social. Deus sempre está convidando as pessoas para fazerem parte do seu grupo a fim de estarem mais perto Dele.

 

A AMEI tem como objetivo principal somar esforços e nunca dividir. Incentivar as mulheres a serem boas companheiras e parceiras no trabalho de evangelização. Boas esposas, mães, avós e filhas.

 

Como manifestação de trabalho já houve dois encontros: Em 2010,  o primeiro foi em Porto Velho, RO, na base da Missão JOCUM com a participação de 85 mulheres de 17 etnias. Em 2011, o segundo encontro foi realizado em Chapada dos Guimarães, no Centro de Treinamento AMI, e neste segundo encontro foi de 65 mulheres de 12 etnias.  Os dois encontros foram uma benção.  A dinâmica foi sempre mostrar a capacidade que cada uma tem para se portar como imagem de Cristo e convicção de ser amada  por Deus e serem usadas por Ele onde estiverem.  Conforme Genesis 2:8, Deus tem colocado as mulheres em posição única. A referência Bíblica aponta para a necessidade de o homem não estar só, por isso à importância desta outra metade.  A mulher entra em cena como uma criação maravilhosa de Deus, sendo capaz de transformar uma OCA (casa tribal) em um lar.

 

Orem por estes que fazem parte da diretoria nacional da AMEI:

Corina Terena, Anita Tikuna, Rosimeire Bakairi, Edite Kulina, Durcilene Bakari e Marcilene Gujo Bororo,

 

Que todos nós da liderança possamos animar os  nosso parentes sendo mulheres usadas por Deus a fim de abençoar muitas vidas. Com certeza o caminho é longo e vai exigir muito esforço, mas com graça de Deus alcançaremos bom êxito.